terça-feira, 4 de setembro de 2007

Mensagem à Lhofa de Pão Saulo

Muito interessante o editorial Dimensão Paralela. Realmente, as contradições do Governo Lula e do Partido dos Trabalhadres são incompreensíveis na "boa e velha" lógica aristotélica. Obviamente, é a primeira vez que esse tipo de anomalia é detectado no sistema.

Acontece que essa "boa e velha" lógica, encampada pela escolástica cristã, já está obsoleta há muito tempo. O ser humano não é um circuito lógico binário, booleano, nem há uma máquina suprema, estática e inamovível, governando tudo e todos. Panta Rhei, tudo flui, dizia Heráclito.

Há gente séria expondo as limitações do cartesianismo, mas o que me parece é que nem nos livramos do "bom e velho" Aristóteles, aquele que disse que todos são cidadãos, exceto mulheres, crianças e estrangeiros; o mesmo que justificava a escravidão, aquele que foi preceptor de Alexandre Magno, grande líder militar do massacre dos "bárbaros" persas...

Que tal revisitarem Hannah Arendt de vez em quando? Não para mais auto-comiseração, mas para ver que há um totalitarismo vigente, que é vazio de significado, mas como sempre dotado de ferramentas de controle de pensamento. Ou quem sabe Milton Santos? Ou Noam Chomsky,
ou Jean Baudrillard. Ah, esqueci que a Lhofa chama o pós-modernismo de "meia-oitismo barato".

É, deixa pra lá.

Nenhum comentário: