segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Por acaso o acaso
Pode, só, explicar
Este chão tão raso
Tanta vida germinar?

Dá pra me explicar
A singularidade do caso
Mistério milenar
Verdades no ocaso

Um curioso planeta
Queimando no interior
E eles com luneta
Pesquisando o exterior

Já no ponto de fulgor
Lance mão da caneta
Escape deste torpor
Sociedade maneta

Nenhum comentário: