quinta-feira, 3 de julho de 2008

Diet Rib's?

Quando é tu vai criar vergonha nessa cara, feladaputa? Acha que é vida isso de acordar tarde, chegar atrasado no trampo e ficar enrolando o dia inteiro, vendo bobagem na internet, esperando a chance de dar uma escapada pra encher o pulmão de fumaça? Pra chegar no fim do dia e cair na esbórnia, ligar pra casa dando uma desculpa esfarrapada e ficar jogando seu tempo fora com prazeres fúteis? Vai chegar aonde assim? Tu teve tudo pra ser um cidadão de bem, funcional, produtivo... e fica aí com a cabeça deus-sabe-onde, no seu mundo paralelo, cheio de coisas que ninguém mais se importa, ou sequer conhece. Que vantagem é conhecer cada disco do Zappa, ter assistido ao Flying Circus completo, e tal e cousa? O mundo é uma competição, otário! É nego pisando no pecoço do outro, vendendo a mãe e o caralho. Você já sacou, não é? Já esqueceu seus sonhos, qualquer coisa parecida com ideologia. Também, nada mais ridículo que um filhinho de papai cheio de grana posando de esquerdista. A verdade é que tu é egoísta como todos que você critica. E você nunca foi culto de verdade pra se achar especial desse jeito. Você se mete a escrever, comete uma bobagem ou outra a cada passagem do cometa Halley... já sabe que não vai ser escritor nunca, não vai ser músico nunca. Tu não tem disciplina, método, estrutura. Nem pra escritor maldito você serve. Se pelo menos tu olhasse pro chão e andasse pra frente, mas não! Tem que olhar pro horizonte, pras nuvens, agora pra árvore, agora pra lagoa. Não sabe se vai, se fica, se volta. Acha lindo ser o alternativo, mas no fundo é um conservador. Quer flertar com o submundo e com a alta roda, você acha que é íntegro, autêntico e nunca vai mudar o que é de acordo com as circunstâncias, porra nenhuma, se liga. Se descobrem quem você é de verdade, cê tá fudido. Monstro! Demente! Criminoso! Já sei, vou sujar seu nome na praça, vagabundo. Vai todo mundo saber o que tu é por baixo desse disfarce! Vou jogar a merda no ventilador! Hahahahaha!

E quem é que se importa, babaca?