quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Alô, Marina!

Sobre a postagem Os céticos em relação ao aquecimento, no Nassif.

Eu só acho uns palhaços aqueles que associam o Milenarismo Climático ao socialismo. Ora! São os capitalistas de sempre que querem frear a expansão dos emergentes, é óbvio! A atividade industrial nos países ricos está saturada, as corporações (por vários motivos, legislação ambiental permissiva, por exemplo) produzem na periferia. Aí a China começa a incomodar... e vêm com essa patranha. que vai acontecer? Expandirá a industrialização em países sem meta! Vão-se "lembrar" da África. Quer apostar?

O socialismo é condizente com um ambientalismo sério, porque o modo de produção e os hábitos de consumo do capitalismo (e sua disseminação, a globalização) são insustentáveis. Se todos no planeta consumissem como um americano, seria preciso uns 5 planetas. Por isso querem frear o processo que eles mesmos iniciaram, para manterem seu privilégio. Com uma sociedade socialista (ideal, não as reais), não haveria por que comprar um utilitário esporte para competir, mostrar "sucesso", não se consumiriam tantas bobagens supérfluas, e a produção seria ditada pela racionalidade das legítimas necessidades humanas. O socialismo sustentável, ou ecossocialismo, talvez, é o caminho mais sensato. Creio eu.

Nenhum comentário: