segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Walessa, Mandela e Lula

Lula não é Walesa, no PHA. Meu comentário:
O PT, ou Lula, se analisarmos, também escapou de virar o CNA, ou Mandela, que fizeram tantas concessões (por ingenuidade política e econômica ou por corrupção mesmo) que os racistas continuaram os explorando economicamente, garantindo um projeto neoliberal. Lula fez aliança com o retrógrado e oportunista PMDB, adotou medidas mais à direita, para não “sacodir o barco”, mas manteve uma diplomacia nova e acertada, uma política de renda básica que revela cada dia mais seu sucesso (o maior vai ser quando a molecada que não precisa mais trabalhar terminar o ensino médio), e garantiu crescimento econômico sem fugir da ortodoxia, saldou o compromisso no FMI e agora estamos bonitos na foto (lá fora). Mais recentemente, Lula (ou o PT) tem subido o tom esquerdista, apelando talvez aos decepcionados com seu pragmatismo irrestrito (não rompeu nem com práticas ilícitas), para garantir a continuidade através da ministra Dilma. Atrapalha o fato de Ciro (arrogante que é) ter mais carisma, até por ser homem e nordestino, junto ao eleitorado de Lula. Mas sendo Serra candidato, será bombardeado com o fantasma FHC, não terá nenhuma chance de levar no primeiro turno. Sendo Dilma ou Ciro seu adversário, será bom o embate, e qualquer destes, ganhando, terá Lula a seu lado. Se Serra apodrecer e disputarem Dilma e Ciro, será de novo bom embate, mas penso que Dilma leva. Mas o vampiro ainda tem muito sangue, e assusta até o Conde Drácula. Deus me livre!

Nenhum comentário: