sábado, 7 de novembro de 2009

O Tripé para o Brasil


Minha humilde sugestão é um tripé que ataque as principais deficiências do Brasil. 1- Reforma agrária, planejada estrategicamente, considerando potencialidades locais e o interesse nacional - aqui uma cooperativa de mamona, ali alimentos, acolá algodão e mais adiante caprinos, etc. É preciso: muita coragem, e grana do tesouro para indenizações. 2- Malha ferroviária: reduz o consumo de diesel, as emissões de CO2, os acidentes nas rodovias e sua necessidade de reparos constantes. É preciso: capital (público e privado) e tecnologia nacionais - o Brasil já fabricou vagões numa escala razoável, hoje está parado; não sei se fazemos locomotivas. 3- Microcomponentes. Um dos fatores de sucesso da China é que ela não apenas monta eletroeletrônicos como nós, lá se fabricam os chips, placas, processadores, dicos rígidos, etc. Há que se investir em pesquisa para diminuir a dependência tecnológica (detalhe: um projeto de fabricar microcomponentes brasileiros foi sabotado por mercado e governo nos anos de chumbo). Mas por ora atrair uma empresa estrangeira é o mais viável, portanto é preciso: capitais e tecnologia extrangeiros, e atrativos fiscais.
Cada uma das metas esbarra em interesses estabelecidos, resta saber a disposição do governo a entrar em 2011 em quebrar estruturas de privilégio para perseguir o máximo potencial desta enorme nação.

Nenhum comentário: