terça-feira, 23 de março de 2010

Ela Dorme


Quem me falou de John Cage pela primeira vez foi o Pastel - irmão do Forma, sabe? - aluno de Música lá na Unicamp. Busquei e gostei muito. Algumas coisas é preciso abrir bastante a mente - Cage é dos maiores nomes da música experimental e não podia ser diferente - mas peças como a Segunda Construção em Metal pegam você pelo pescoço. Bem, não é preciso dizer que sua música se inclui na categoria "amor ou ódio", e o telespectador de novela médio vai mandar exorcizar alguém visto escutando suas peças para piano preparado (ainda que algumas sejam bem "palatáveis"). Mas, ora, não está aí metade da graça? Cage compôs uma peça "para qualquer número de músicos" que consiste em 4 minutos e 33 segundos de silêncio (4'33''), e os adminstradores de seu espólio tentaram processar um outro músico por plágio por lançar sua peça em branco - figurando na lista de processos mais ridículos que vi no Guardian outro dia (ou Independent, sei lá). Minha peça favorita dele - e uma das favoritas com um todo - é She's Asleep, um duo de piano preparado (em que se adicionam metais, borrachas, etc. para alterar o som do piano) e voz. É um prodígio de sutileza e ao mesmo tempo heterodoxo como só ele ousava ser. Há diversas versões, esta - não apenas por ser a com a qual tive contato - é definitivamente a melhor (que conheço).


Nenhum comentário: