domingo, 27 de março de 2011

Irônico Universo

O Universo do físicos
Obedece a leis e equações
Complexo que nos pareça
Sabemos-lhe as razões

Já o cosmo das humanas
Cousas, domínio do acaso:
Colisões aleatórias
E nada determinísticas

A mim isso me exaspera
Me arrasta à misantropia
Mas há aqueles cometas
Com rastro de esperança

E é-nos possível crer
Que existirá alguém
Do outro lado da galáxia
Fitando a mesma estrela

Um comentário:

Leonardo Afonso disse...

de volta à misantropia